Muitas vezes, ao chegar numa concessionária ou loja qualquer, a sensação que dá é que você precisa provar para o vendedor que possui dinheiro suficiente antes de efetuar a compra, para poder ser bem recebido e atendido. Então, finalmente, esse homem decidiu ensinar a esses vendedores uma lição – nunca julgar um livro pela capa.

É lamentável que em pleno 2017 nós ainda continuamos a ouvir de casos onde os vendedores de uma marca de luxo julgam um cliente com base em suas roupas.

De acordo com o site de notícias on-line tailandês Sanook, este senhor foi a inúmeras lojas de motos, sendo ignorado ou maltratado em quase todas elas por causa de sua aparência molambenta. Com mãos e pés sujos, vestindo uma camiseta desbotada enorme e rasgada, calças curtas e completamente destruídas e um par de chinelos velhos, este senhor não deu a impressão de que poderia adquirir uma moto de alto valor.

Então perambulou persistentemente, de uma loja para outra até finalmente receber atenção e tratamento amigável de uma grande concessionária de motocicletas. Não demorou mais do que dez minutos para decidir qual moto ele desejaria comprar: por 600.000 Bahts (aproximadamente R$55.000) ele levou para casa uma Harley-Davidson Forty-Eight.

O homem, posteriormente identificado com Lung Decha é mecânico e que guardou seu dinheiro por muito tempo para realizar este sonho, segundo sua irmã.

Esperamos que esta seja uma boa lição para todos vendedores(as) que desdenham dos simples ou que só atendem bem àqueles que lhe interessam mais, os que podem lhe proporcionar lucros maiores.

Nem todos de nós vêm de famílias prósperas ou possuímos grandes fortunas ou heranças. Mas dentro de cada um de nós vive o mesmo sonho, viver a liberdade em duas rodas, não interessa qual a moto ou a cilindrada.

Aproveita bem a motoca, tiozão! Que ela lhe proporcione muitos quilômetros de felicidade.