Quem aguarda ansioso pelos finais de semana, só para rodar um pouquinho na estrada, sabe que viajar de moto é uma experiência incrível. Agora, quando a estrada por si só já é uma paisagem, pode acreditar, a viagem fica ainda melhor!

Para quem está afim de ir para estrada para ver paisagens incríveis em uma estradinha literalmente graciosa, a dica é esse roteiro que separamos para você! A aventura inclui paralelepípedos, contemplação, boa gastronomia e até colocar a moto no trem! Ficou curioso? Então, não deixe de conferir o roteiro Estrada da Graciosa e Morretes no “Vá de Moto” desse mês! Fuck it, let’s ride!

Uma serra, mil e uma possibilidades

Esse roteiro pode ser feito de diversas maneiras. No entanto, uma das melhores opções é seguir até Curitiba pela BR-116, de lá pegar um trem até Morretes (PR) e depois voltar pela Estrada da Graciosa de moto. Como trecho da BR-166 é de pura rodovia, ou seja, mais comum, vale a pena deixar para o começo.

A distância de São Paulo até Curitiba também não é das mais curtas. São aproximadamente 400 quilômetros. Portanto, o primeiro dia de viagem é aquele para rodar e matar a saudade do asfalto, deixando o resto da viagem para curtir mais.

Primeira parte: Curitiba

Para quem ainda não conhece Curitiba e pode dar uma esticada no roteiro, separar uns dias para curtir a cidade, vale muito a pena! Além de excelentes restaurantes e bares, Curitiba tem inúmeros parques para se visitar e paradas obrigatórias como o Museu Oscar Niemeyer, Jardim Botânico, a Feira do Largo da Ordem, entre outros. Não deixe de apreciar uma boa massa no bairro de Santa Felicidade e degustar um vinho na Vinícola Durigan antes de partir.

Segunda parte: Morretes

Esse trecho da viagem pode –  e deve –  ser feito de trem! A própria companhia Serra Verde Express disponibiliza um vagão onde podem ir as motos. É preciso, no entanto, levar pelo menos 3 cintas para fixar a moto no vagão.

A companhia oferece tanto vagões turísticos como comuns, onde a diferença é basicamente o preço.

A viagem de trem é muito tranquila e dura cerca de 3 horas até Morretes.  Entre diversos túneis e pontes, é possível apreciar paisagens incríveis em meio a uma área de Mata Atlântica extremamente preservada. De preferência para se sentar no lado esquerdo, onde a vista é mais bonita.

Chegando em Morretes, o roteiro de aventuras é farto. Além de provar o famoso barreado, um cozido de carne típico da região, é possível fazer algumas trilhas e conhecer belas cachoeiras. Para quem gosta de rafting e arvorismo, a cidade também conta com boas opções.

A cidade também conta com inúmeras opções de hospedagem, que vão desde pousadinhas mais simples, até hotéis mais sofisticados. Ideal para relaxar, Morretes é para aproveitar o dia e dar uma caminhada mais tranquila durante a noite.

Terceira parte: Estrada da Graciosa de moto

E depois de curtir Curitiba, colocar a moto no trem, provar o barreado e se deliciar nas cachoeiras de Morretes, finalmente é hora de seguir para a Estrada da Graciosa! Quem quiser fazer uma parada em Antonina, uma cidade portuária bem charmosa do Paraná, pode aproveitar para tomar um cafezinho antes de seguir viagem.

A Estrada da Graciosa é formada basicamente de paralelepípedos. A recomendação é não passar por ela em dias chuvosos, já que é cheia de curvas e nessas condições a estrada fica muito lisa.

O percurso é para ser feito devagar. Existem vários pontos para se tirar fotos e até para fazer um lanchinho. Vale a pena curtir o caminho sem pressa, aproveitando cada minuto dessa viagem!

E aí? Curtiu nossas dicas do Vá de Moto? Qual o seu roteiro favorito? Escreve nos comentários e compartilhe um pouco das suas experiências na estrada! Quer mais dicas de roteiros para fazer com a sua moto? Então clique e confira!